terça-feira, dezembro 20, 2005

O medo dos boys

Os eleitores que abordam Manuel Alegre, garantindo-lhe que vão votar nele mas que não o podem dizer publicamente porque têm medo de represálias, não são flores que se cheirem. Dar-lhes voz e usá-los como argumento de campanha é ainda pior, porque se ignoraram os milhares de pessoas que dão a cara por todas as outras candidaturas, sem que se sintam condicionadas ao fazê-lo.

Fontes da campanha de Manuel Alegre vieram confirmar que o medo prende-se com eventuais represálias do Partido Socialista. Para que esta afirmação faça algum sentido, isso só poderá acontecer se as ditas pessoas forem militantes ou gente muito conotada com esse partido. Mas mesmo assim não chega. Os seus receios só terão fundamento se essas pessoas pensarem que o apoio público a Manuel Alegre põe em risco benefícios que usufruem ou pensam vir a usufruir em razão da sua militância ou da sua conotação com o Partido Socialista.

É normal que quem usa a militância partidária como meio para obter benefícios pessoais se desoriente quando ocorrem divisões no seio dos partidos, não sabendo em que cavalo apostar para garantir o tacho. O que se estranha é que Manuel Alegre empreste a sua voz tonitruante a estas aves de mau agoiro.
Ainda há quem acredite que esta candidatura não é partidária, mas, para isso, não basta ser contra Socrates...

2 Comments:

At 20/12/05, 10:03 , Blogger j said...

Afinal, embora contrariado, terei que dar razão àqueles que se queixam dos partidos e das incompetências que neles se acoitam.
Porque, no fim de contas, até aqueles que enchem a boca com juras de verdadeiros "democratas", acabam por cometer os mesmos "crimes" que apontam aos que, do seu ponto de vista, estão longe da "democracia".
Algo vai muito, muito mal no reino da Dinamarca!!!
è que isto de dar a cara por princípios dói muito e é muito, muito caro!

 
At 20/12/05, 17:47 , Blogger AJB - martelo said...

Não concordo completamente... acredite que ainda hoje existem, por exemplo, empresários de caca que "topam" a tendência política de cada um para o queimar a seguir... e tanto faria ser adepto de M Alegre, Soares ou Sócrates; e ao contrário não teria efeito se fosse um reaccionário decrépito.
Gente sectária e intrometida deste gabarito é que devia levar com um cacete.E com força!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial