segunda-feira, fevereiro 15, 2010

Cobardia Democrática

O país já se habituou a ouvir disparates da boca de dirigentes do PSD.
Se outros motivos não houver, Manuela Ferreira Leite será sempre lembrada por ter dito que não podiam ser os jornais a decidir o que publicam e que a democracia devia ser suspensa por seis meses para fazer reformas.
Houve quem tentasse disfarçar estes dislates como gafes, mas a linha ideológica subjacente é iniludível.
Para substituir MFL perfilam-se agora três candidatos à liderança do PSD. Segundo um conhecido comentador de direita, que integrou um governo de Sá Carneiro e foi deputado do PSD, “nunca nenhum fez nada que o recomendasse para inspirar e unificar o partido; ou para, eventualmente (e com muito azar nosso), ser primeiro-ministro”.
Com esta generalização, Vasco Pulido Valente arrisca-se a ser injusto para o génio que inventou a Claustrofobia Democrática e a Asfixia Democrática, se bem que o número do Parlamento Europeu fique melhor na categoria de Cobardia Democrática.

Há pelo menos uma certeza: Com a eleição deste candidato, a direcção do PSD assegura a continuação do disparate.

1 Comentários:

Às 30/03/10, 01:31 , Blogger Meio Ambiente disse...

Olá, boa noite! gostei muito do BLOG, parabens.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial