quarta-feira, maio 11, 2011

Sem rei nem roque

Passos quer manter IVA intermédio, Catroga admite que não
O Público é o jornal que não se importou de descer aos infernos para atacar José Sócrates, desde que a Sonae perdeu a OPA sobre a PT. Foi também através do Público que o assessor de Cavaco, Fernando Lima, lançou a atoarda das escutas de Belém, episódio que o Presidente da República nunca teve a hombridade de esclarecer.
É pois insuspeito que o título que acima se transcreve não é um frete ao PS e não foi essa a certamente a intenção do jornal, mas aquele título diz mais sobre o Programa do PSD do que as 122 páginas de propaganda que a direcção do PSD mandou encadernar.
Se dúvidas havia sobre a insustentabilidade política da actual direcção do PSD, Catroga acabou de as desfazer: Passos diz uma coisa, ele diz outra.
Já imaginaram um Conselho de Ministros com os dois?

1 Comentários:

Às 11/05/11, 19:50 , Anonymous Anónimo disse...

Mas o Senhor CATROGA já avisou que não é do PSD. Apenas coordena a equipa que fez o tal programa encadernado, que não está acessível em lado nenhum. Por isso, o velho tem desculpa. Vai dizendo o que lhe vem à cabeça, o que lhe dá um diagnóstico de doença de Alzeimer ou de Demência Fronto-temporal. E para estas patologias não há cura nem remédio.
O homem já foi bom antes de ser professor catedrático com nível zero. Mas a cátedra subiu-lhe à cabeça, modificou-lhe a cor do cabelo e alterou-lhe o comportamento social. Tornou-se agressivo e impossível de se ouvir.
Os ares do Vale da Coelha não lhe fizeram bem. E os vizinhos do Vale da Coelha não ajudam à sua reinserção na vida política.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial