sábado, dezembro 01, 2012

Últimas do Feijó

Já esquecidos do contributo do PCP para derrubar o último governo de esquerda, os congressistas reunidos no Feijó estão a apregoar aos quatro ventos que o país precisa de um governo de esquerda…
Se não fosse o bronco do Carlos Carvalhas a meter a pata na poça («tirar de lá o PSD e o CDS para meter o PS», é «o que os grandes senhores do dinheiro e banqueiros desejam»), arriscavam-se a que alguém os levasse a sério.

3 Comentários:

Às 01/12/12, 22:11 , Anonymous S. Bagonha disse...

Estes desgraçados não se cansam de demonstrar até à saciedade que têm mais ódio ao PS do que a esta xoldra canalha que está a dar cabo do país, graças ao apoio que deles (também) recebeu para ser governo.

 
Às 02/12/12, 22:32 , Blogger J. Cosme disse...

Há uns srs. comentaristas que parece viverem num país diferente do meu. Para essa doença não encontro remédio, mas para os epítetos que utiliza em relação aos comunistas (pelos vistos, considera-os todos iguais...) tenho uma solução: meta a viola no saco porque o sr. não conseguirá nunca afiná-la.

PS.
Chamar de esquerda aos governos do ps, deixa-me uma dúvida: estão è esquerda de quem entra ou de quem sai?!

 
Às 03/12/12, 15:45 , Blogger José Ferreira Marques disse...

Ponto de ordem:
Pode-se filosofar, mas,
objectivamente, as referências actuais dos comunistas portugueses - China, RPD da Coreia, Cuba, Laos e Vietname - (Proposta de Resolução Política do XIX Congresso)-, empurram o PCP bem para a direita do PS.
Quem se identifica com a democracia está, por definição, mais à esquerda do que os que se reveem nas ditaduras. É dos livros.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial