terça-feira, abril 16, 2013

A torre de marfim


Que este governo está desligado da realidade parece ninguém ter dúvidas. Pelo menos em Portugal. Lá fora, no eixo Berlim, Haia, Helsínquia, parecem gostar assim. E têm razão: Os nossos governantes estão mais preocupados em satisfazer Berlim, Haia e Helsínquia do que os portugueses. As medidas de austeridade que atingem os portugueses sabem-se primeiro em Berlim (Haia e Helsínquia) do que em Lisboa. Como os irlandeses deixaram claro, Vítor Gaspar é bom ministro das finanças da Troika... Em Portugal só temos cobradores.

Talvez por isso se torne cada vez mais difícil encontrar um português que se identifique com este governo de cobradores. Até o Ulrich, que não há muito tempo justificava as políticas de austeridade com o célebre "aí aguenta, aguenta", se demarca de Passos Coelho, assumindo-se perplexo porque o primeiro-ministro mandou umas bocas sobre a banca sem falar com ninguém.

O homem está na torre de marfim há dois anos e só agora reparou, Dr. Ulrich?  O Relvas era o único que o levava a sério, agora não tem ninguém com quem conversar...
"Aguente , aguente..."

1 Comentários:

Às 16/04/13, 18:47 , Anonymous daniel tecelao disse...

O Ulrich é tão dr quanto o Relvas.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial