quarta-feira, fevereiro 04, 2009

Culpado!

“O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos (TEDH), jurisdição do Conselho da Europa, condenou hoje Portugal por em 2004 ter proibido a entrada nas suas águas territoriais de um navio fretado por organizações favoráveis à despenalização do aborto.
O TEDH considerou que Portugal violou o direito à liberdade de expressão e decidiu atribuir 2.000 euros a cada uma das três associações queixosas por prejuízo moral.”
(SIC)

O responsável por esta condenação do país foi Paulo Portas, à data Ministro da Defesa, que, além de atentar contra o direito das mulheres, violou o direito internacional ao mandar a marinha de guerra perseguir o barco.

Isto não é uma suspeição. Foi investigado e julgado nas instâncias próprias.

2 Comentários:

Às 04/02/09, 15:10 , Blogger j disse...

Cuidado! Não batam no menino que é pequenino, não sabe o que faz e ainda gosta muito de brincar às mamãs e aos papás...
Cuidado! Olha que ele pode ser muito útil à estratégia que há-de conduzir à eleição de um novo presidente para a junta de freguesia da Marmeleira.

 
Às 06/02/09, 22:10 , Blogger lino disse...

E quem paga as multas? Será o "Lampião Beato Félix"?

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial