segunda-feira, fevereiro 22, 2010

Candidatos há muitos…

Por enquanto, nenhum dos três candidatos à liderança do PSD se distanciou dos outros como favorito.
Nenhum deles se apresenta com passado e argumentos capazes de acabar com a indecisão que parece afectar o partido. No entanto, os candidatos são bem diferentes e não apenas em estilo.

Tal como Sá Carneiro, Aguiar Branco emerge da burguesia liberal do Porto. Partilha com ele a advocacia, o estilo aristocrata e talvez as ideias, mas não tem a fibra do fundador.
Pedro Passos Coelho é um típico produto das jotas (JSD). A sua principal dificuldade é convencer os outros de que já de lá saiu.
Ao contrário dos outros candidatos que têm um perfil político definido e mais ou menos transparente, Paulo Rangel é um joker. A tendência sebastianista do PSD joga a seu favor.

Se gostam de surpresas, Rangel é o vosso homem.

4 Comentários:

Às 23/02/10, 17:22 , Anonymous fpduarte disse...

Gostei da análise política. De facto o PSD e a sua base sociológica andam á cata de rumo.
É verdade neste como noutros casos e situações da vida.
È a vida... dizia Guterres a propósito não sei de quê há uns anitos.
Pois, eu entendo estas angústias e dúvidas e incertezas da vida. Vivo-as e procuro um equilíbrio e um sentido.
Só não entendo que haja mentes que só têm certezas.
Como o caso do anónimo pmc em comentário ao post "Ética" deste blog em 18/2.
Ou o caso de hoje da carta de Soares Carneiro, pobre vítima de "vaga pseudo-ética de uma certa opinião pública".
Ou da linha do blogger meu querido amigo que só vê "jotas" e outras procedências duvidosas em tudo o que não é PS.
Mas que por vezes parece uma espécie de FCP.
Por acaso sou do SCP. Vejam só o que é a vida.
Valha-me Deus

 
Às 23/02/10, 19:43 , Blogger José Ferreira Marques disse...

Caro fpduarte:
Também sou do SCP e, em abstrado, nada me move contra as jotas.

Aliás o problema do Passos Coelho não é ter passado pela jota. É ter lá permanecido tempo demais...

Quanto ao resto (licenciatura de Sócrates, Freeport, Face Oculta...), não me antecipo à justiça, nem dou guarida a mexericos.

 
Às 24/02/10, 11:20 , Anonymous fpduarte disse...

Bem hajas pela tua complacência para com à minha apimentada achega.
Ainda um dia hei-de escrever bem como tu.
abraço

 
Às 24/02/10, 23:12 , Blogger Bettencourt de Lima disse...

No final da disputa, teremos um «lider» 32% que se arrastará penosamente até ás eleições contestado internamente. Nestas,terá um resultado entre os 26 e os 32 %,limite de um partido sem ideologia, sem espaço, e sem alma. Infelizmente.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial