sábado, dezembro 15, 2012

Um crime com muitos cúmplices

A tragédia que aconteceu na escola de Newtown, uma pequena cidade a cem quilómetros  da cidade de Nova Iorque, pôs mais uma vez em relevo o descontrole das armas de fogo nas mãos de particulares, que causam mais mortes nos Estados Unidos do que qualquer guerra.
Sempre que ocorre uma tragédia como a que enlutou Newtown - 27 mortos 20 deles crianças-, levantam-se vozes para que acabe a venda livre e se controlem  as armas de fogo. Mas o poderoso lobby que controla o negócio das armas - e é dos que mais contribui para as campanhas políticas e mais pressão exerce sobre os membros do Congresso -, opõem-se sistematicamente.
Mais grave, no entanto, é constatar-se que, tanto no Partido Republicano como no Partido Democrático, a maioria também não está interessada em alterar a situação. Não se estranhe por isso  que  nenhum dos candidatos presidenciais tenha abordado o tema na recente campanha… 
E, no entanto, segundo as últimas notícias, o assassino de Newtown usou quatro armas distintas, todas ilegalmente compradas.

Fonte (El Pais)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial