sábado, maio 31, 2014

Um justo, um teimoso, um surdo e um burro

Como era de prever, o Tribunal Constitucional chumbou algumas medidas do Orçamento do Estado para 2014. Chumbou o corte nos salários da função pública e os cortes nos apoios sociais, tudo coisas a que o governo gosta de chamar “Reforma do Estado”, mas que não passam de artimanhas para esbulhar quem trabalha, ou trabalhou.
A justiça do Tribunal Constitucional tem sido o único entrave à teimosia de Passos, que repetidamente viola a constituição, cego pela obsessão de ir ao bolso dos portugueses.  
Se o governo é teimoso, o Presidente da República parece surdo, tal a indiferença com que reage aos chumbos de medidas que ele próprio promulga sem pestanejar.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial