quinta-feira, março 24, 2016

O PSD à procura de líder

Não, o PSD não anda à procura de líder,  mas devia e,  se dúvidas havia, Passos Coelho encarregou-se de as desfazer.  Ao questionar a intervenção do primeiro-ministro no sentido de preservar a estabilidade do sistema financeiro, Passos Coelho não deu um tiro no pé, foi uma rajada.

Se António Costa não deu importância à crítica do lider do PSD,  atribuindo-a certamente à obsessiva necessidade de Passos Coelho em fazer prova de vida, já o presidente da República não deixou passar em claro a estúpida intervenção do ex-primeiro-ministro e aproveitou para o atirar ao tapete. 

"... Uma coisa são interesses privados, outra é o interesse nacional", explicou o professor. 
Se o líder do maior partido da oposição precisa que o presidente da República  o alerte para o interesse nacional,  será melhor mudar de líder. 



0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial