quarta-feira, novembro 30, 2016

A menina pôs a pata na poça

Quem é de esquerda saudou os acordos entre o PS, PCP e BE, havendo quem lhe tivesse atribuído um significado histórico. 
Estes acordos não retiraram liberdade aos três partidos e aos seus deputados. No entanto, quando se constata uma votação em que o BE vota com o PSD e o CDS e em sentido oposto votaram o PS e o PCP, é caso para questionar a que se deve essa estranha aliança que isola o Bloco de Esquerda dos outros dois partidos que apoiam o governo. 

Quando BE apoia a direita contra o governo, está a torpedear o acordo. Ainda que o assunto não conste explicitamente na letra do texto acordado com o PS, os dirigentes do BE, sendo jovens, não podem ser tão ingénuos, pretendendo ignorar que estão a apoiar os opositores ao governo que eles supostamente apoiam.  

O objectivo do PSD e do CDS é fragilizar a Caixa Geral de Depósitos para a entregarem em saldo aos seus amigos ou ao capital estrangeiro. Ao votar conjuntamente com o PSD e o CDS, o Bloco de Esquerda comportou-se como um idiota útil. 


2 Comentários:

Às 30/11/16, 16:10 , Blogger Francisco Clamote disse...

Nem mais.

 
Às 30/11/16, 23:00 , Blogger J. Cosme disse...

Um senhor houve neste país que explicou esse "fenómeno", muito bem explicadinho...
Chamou-lhe "Radicalismo pequeno burguês de fachada socialista".
Enfim, "democratas de Boliqueime" e afins.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial