quinta-feira, julho 06, 2017

O ego espanhol

Provavelmente o título deste texto não está correcto porque o ego espanhol não existe, como não existe uma língua espanhola, mas sim a língua castelhana, catalã, basca, galega, etc.
Com o ego espanhol acontece o mesmo.
Ao contrário  de Portugal em que a nação se confunde com  o estado, a Espanha é um estado com várias  nações. Aliás há partidos em Espanha que reivindicam uma revisão constitucional nesse sentido para resolver o problema da Catalunha, o exemplo acabado  de uma nação que quer ser estado.

A braços com os seus problemas internos, gozar com os países vizinhos é uma forma de o ego espanhol coçar o umbigo e desviar as atenções das tormentas caseiras.

Desta vez foi Portugal que saiu na rifa. Depois de o El Mundo se socorrer de um jornalista fantasma para atacar o governo de Portugal a propósito do incêndio de Pedrogão Grande, o El País não quis ficar atrás e publicou um artigo sobre o roubo de Tancos a gozar com um país, que além de vizinho é aliado do estado espanhol.

Os egos incomensuráveis podem precisar
 destes truques para sobreviver, mas não temos de os aturar.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial