quarta-feira, dezembro 03, 2014

A justiça deixou de ser cega?

Leio no Expresso que uma juíza justificou a dureza da pena aplicada a Duarte Lima, salientando que o tribunal fez questão de "não aplicar uma pena que pudesse ser considerada laxista pela comunidade".

Duarte Lima, que passei a identificar como figura pública quando foi líder parlamentar do PSD sob  a égide de Cavaco Silva,  nunca foi merecedor das minhas simpatias, políticas ou outras.
No entanto, enquanto arguido e acusado, tem direito a uma defesa digna e a um julgamento  justo e independente de pressões de qualquer espécie, como todos os cidadãos.

Aplicar uma pena mais dura para que a comunidade não a considere laxista, pode dar bons títulos de jornais, mas é uma fórmula de medir a pena que não consta dos livros  de direito, nem das boas  práticas da aplicação da justiça.

A mediatizacao não pode substituir a venda  dos olhos da justiça por rímel, para ficar bem na fotografia...

2 Comentários:

Às 03/12/14, 09:56 , Anonymous Anónimo disse...

essa questão é menor. a verdadeira questão, que não foi investigada não sei porquê é a seguinte: qual a razão porque o lima foi comprar os terrenos para o IPO? O joguinho já estava feito com lucros previstos de muitos milhões e só não foi para a frente porque mudou o governo e o ministro. o lima só foi comprar os terrenos porque sabia que ia ganhar bom dinheiro com isso, porque sabia que o ministério da saúde lhos compraria por muito mais. mas porque é que ele tinha a certeza disso? uma investigação a sério iria por isso claro. é um bom exemplo das negociatas com políticos no activo envolvidos.

 
Às 03/12/14, 13:23 , Anonymous Anónimo disse...

Ao Anónimo das 09:56:

O senhor tem é muita lata. Com que então o tópico abordado pelo post é uma "questão menor"? Valha-o deus (se é que ele existe).

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial