quarta-feira, setembro 23, 2015

A morte também é uma oportunidade

Passos Coelho gosta de atirar areia para os olhos dos portugueses, querendo transformar os fracassos da sua política em oportunidades. 
 Quando o desemprego atingiu números astronómicos, ele viu aí apenas a oportunidade de os desempregados se transformarem em empresários. 
Quando convidou os jovens a emigrar, em vez de ver o descalabro da economia que não tinha capacidade para absorver as novas gerações, elogiou a iniciativa dos que eram obrigados a emigrar...

Agora que o fracasso da venda do Novo Banco provocou um buraco de mais de quatro mil milhões de euros no deficit para 2015, também não se atrapalha, dizendo que é uma oportunidade para o estado enriquecer: "quanto mais tempo demorar a vender o Novo Banco, mais juros recebe o Estado".

Maior cara de pau não há.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial