segunda-feira, novembro 16, 2015

O ritual das cagarras

"Todos os anos as cagarras regressam à mesma ilha e ao mesmo ninho onde se reproduziram pela primeira vez. O parceiro é sempre o mesmo todos os anos e os rituais de reconhecimento e acasalamento são complexos." (wikipédia)

Há quem estranhe que o Presidente da República, em plena crise política, tire dois dias para ir à Madeira. Mas não tem nada de estranho. 
Há pouco mais de dois anos, o chefe de Estado anilhou uma cagarra numa ilha daquele arquipélago e "ordenou que lhe desse noticias", uma declaração de manifesta cumplicidade que terá passado despercebida aos jornalistas que o acompanhavam.

Embora as cagarras regressem à sua ilha todos os anos, Cavaco já não é novo. Dois anos é perfeitamente compreensível. 

La nature oblige...



0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial