segunda-feira, outubro 31, 2016

Boys, a gangrena dos governos

Os boys são um produto quase exclusivo das juventudes partidárias.  
O mal das juventudes partidárias é estarem cheias de carreiristas políticos e quanto mais carreirismo, menos ética.
Os pseudo-licenciados, que se limitam a frequentar a universidade sem terminarem a licenciatura e se reclamam "doutores", resultam desse carreirismo.
Com o cartão do partido certo, e uma militância partidária que dê nas vistas, guindam-se por vezes a cargos governamentais e a mentira transforma-se num escândalo que atinge não apenas o próprio mas também quem cometeu o erro de o nomear.
Estes "azares" não são apenas culpa dos boys.
São dos dirigentes e dos aparelhos partidários que convivem pacificamente com o oportunismo, a única ideologia de muitos dos seus militantes. 

1 Comentários:

Às 31/10/16, 18:04 , Blogger J. Cosme disse...

"Há mar e mar. Há ir e voltar!"
Há partidos e partidos...

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial