domingo, julho 01, 2018

Amigos de Peniche

A Seleção portuguesa foi eliminada do campeonato mundial pela seleção do Uruguai, que demonstrou ser uma equipa mais capaz.
Os problemas da seleção de Portugal começaram antes, com Marrocos e nomeadamente com o Irão.
Com Marrocos, a nossa vitória ficou longe de corresponder ao que se passou no relvado. Com o Irão, a perturbação provocada pelo respectivo selecionador sobre os jogadores portugueses, que chegou ao descaramento de assediar João Moutinho enquanto esperava na linha lateral para entrar em campo, teve tanto impacto que a seleção perdeu o norte e nunca mais se encontrou.

Às provocações do treinador do Irão respondeu o treinador português com uma declaração de amor: sou amigo de Carlos Queiroz há mais de trinta anos.

Bom, cada um tem os amigos que merece. Porém, perante as repetidas provocações de Carlos Queiroz, antes e depois do jogo com o Irão, as declarações de amor de Fernando Santos como selecionador de Portugal, além de patéticas, mostraram uma inaceitável falta de solidariedade com vários jogadores que condenaram a atitude de Queiroz.
O cinismo de Queiroz merecia uma resposta mais corajosa...

1 Comentários:

Às 02/07/18, 18:29 , Blogger J. Cosme disse...

Acho que o comportamento desse cavalheiro não mereceria tanto. Não merece qualquer crédito, depois de tantos comentários desprimorosos acerca de compatriotas seus que, para além do mais, são grandes jogadores e ótimos profissionais. Que é coisa que ele não é, nem nunca foi. Apetecia-me tratá-lo como ele o deveria ser, mas limito-me a repetir o recado que lhe endereçou um dos grandes que ele tentou beliscar : "vozes de burro não chegam ao céu". O povo iraniano merecia melhor, mas já que os ayatollahs gostam dele, que fique por lá na paz de Allah!!!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial