quinta-feira, maio 15, 2014

À nora

A redução de 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre de 2014 veio deitar um balde de água fria no frenesim da “saída limpa”, evidenciando que a recuperação económica de que o governo e o presidente da república falam é mera propaganda para tentar evitar o desastre da maioria nas eleições europeias.


A pressa com que o ministro Marques Guedes tentou arranjar explicações para justificar os números do INE (“o encerramento da refinaria da Galp ou a diminuição de produção na fábrica da Autoeuropa”) – já desmentido pela própria Autoeuropa - mostra o desvario propagandístico do governo, que não olha a meios para negar as evidências. 

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial