sexta-feira, agosto 07, 2015

Reparem no pormenor


Apanhado na curva pelo relatório do FMI, que foi um balde de água fria para optimismo eleitoralista dos propagandistas Passos e Portas, o governo tenta controlar os danos. Porém,   ao adiar para depois das eleições os eventuais cortes na despesa  - leia-se baixar salários e pensões -, denúncia o seu programa eleitoral: ir além da troica, versão dois.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial