quarta-feira, novembro 02, 2016

Visões orçamentais

Quem governa tenta compatibilizar o saldo entre as receitas e as despesas com a política que quer prosseguir.
Isto, a política que se pretende prosseguir, é que se devia discutir quando se discute um orçamento.
No entanto, não é isso que sucede.
Quando os partidos estão na oposição, normalmente só apresentam propostas para aumentar a despesa, não referindo a que receita se deve imputar.
Agora que tanto se fala de inconstitucionalidades, deveriam os parlamentares aprovar uma norma com força constitucional que impedisse a "imparidade" de tais propostas, pois a sua apresentação é um acto de manifesta irresponsabilidade.

Discutam as políticas.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial