quarta-feira, fevereiro 08, 2017

Os Catastrofistas

Em 2016 houve quem previsse a chegada do diabo e outros, como Teodora Cardoso, Medina Carreira e o Ferreira da SIC, passaram o ano de garras afiadas a deitar abaixo as previsões do governo por, na sua opinião, serem demasiado optimistas.

Razão tem o Presidente da República em reconhecer o mérito deste governo na redução do défice, que ficou abaixo de 2,5% quando  "muitos diziam que era "rigorosamente e matematicamente impossível" ter um défice em 2016 inferior a 3%."

E, no entanto, ainda não se viu nenhum destes arautos das catástrofes a reconhecer que errou e a pedir desculpa aos portugueses por contribuir para o descrédito do país, prejudicando o seu desenvolvimento. 
Sabemos que esta gente preferia um governo troiquista, como o anterior, e por isso se dedica a remar contra a maré, na esperança de encravar a geringonça. Porém, a sua intervenção não é inócua e não podem continuar a abusar da impunidade de que beneficiam.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial