quarta-feira, abril 12, 2017

Ironias

O Conselho de Finanças Públicas pronunciou-se sobre o deficit de 2016 referindo que "o maior contributo" na melhoria do défice para 2,1 por cento do PIB em 2016 veio da redução da despesa.

A carga fiscal diminuiu pela primeira vez desde 2012, acrescenta.

Apesar de ser obrigado a reconhecer os factos, o tom critico da análise do CFP deixa transparecer a frustração deste órgão por não ver concretizadas as previsões funestas que fez questão de publicitar ao longo do ano.

Azias...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial