domingo, julho 09, 2017

Venezuela

 A experiência dita bolivariana em curso na Venezuela terá sido observada externamente com a curiosidade de descobrir até que ponto esta forma de democracia basista era de facto democrática. 
Se o carisma de Chavez ainda disfarçava de democracia o populismo que o inspirava, com Maduro o populismo transformou-se no que sempre foi: uma via para o fascismo. 

Quando a liberdade e os direitos individuais não são respeitados, a democracia morre. A recente invasão do parlamento e a agressão aos deputados foram as exéquias. 

A dúvida agora está em saber o que  virá a seguir ao caos em que a Venezuela se transformou. O futuro não se afigura risonho. 

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial