quinta-feira, outubro 05, 2017

O senhor, ou senhora, que se segue

A direita portuguesa não costuma arrepiar caminho e normalmente as mudanças são para pior. A excepção Marcelo Rebelo de Sousa é mesmo isso: uma excepção que não teve grande sucesso enquanto líder do PSD.

A escolha do próximo presidente do PSD irá indiciar se o partido  vai continuar no plano inclinado a descair para a extrema direita,  ou faz um esforço para regressar à matriz social democrática  de que se reclama.
Nos nomes de que se fala há gente para os dois lados. Porém, pelo andar da carruagem, a estratégia que pariu e amamentou a aberração que se candidatou a Loures vai continuar.


0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial