segunda-feira, setembro 25, 2017

O relatório do Expresso

No sábado, o Expresso fez manchete de um relatório sobre o roubo de Tancos  atribuído a serviços de informações militares, no qual o ministro da defesa e as chefias militares seriam severamente criticados.
Apesar de o primeiro-ministro e o presidente da República terem revelado desconhecer o referido relatório, Passos Coelho e Assunção Crstas cavalgaram alegremente no que aparenta ser mais uma atoarda em tudo semelhante às inventonas em que a direita é costumeira.

Apesar das juras do Expresso, passadas mais de quarenta e oito horas  continua sem se conhecer a origem da manchete, tudo apontando para uma fraude para desacreditar o governo e as forças armadas, que se apressaram a desmentir o seu envolvimento na sua elaboração.
Se dúvidas havia  da cumplicidade do PSD, os indícios que apontam para o conhecimento prévio deste pretenso relatório afastaram-as. 
À falta de ideias para fazerem  oposição,  as lideranças do CDS e do PSD correm atrás de todas as fake news que lhes permitam aparecer na comunicação social, sem a mínima preocupação  com a verdade.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial