domingo, outubro 14, 2012

Sem Adjetivos

Mal tomou posse, este governo inventou um desvio colossal para nos tirar metade do subsídio de Natal em 2011. Desde então, as invenções e os adjetivos foram variando mas o resultado foi sempre o mesmo: aumento de impostos, corte de salários e pensões. Claro que, para a economia, o resultado  não podia ser bom. 
Mas para quem, de economia só leu livros e de política não foi além dos congressos da jota, é mais fácil acreditar nas ideias de um teórico ressabiado do que na realidade que entra pelos olhos dentro. Só assim se explica  que o governo queira aplicar em 2013 a receita que tão maus resultados deu em 2012.
As reações não se fizeram esperar: Enorme, brutal, destruidor, devastador, bomba atómica, napalm fiscal, sismo fiscal, é assim que o país vê o Orçamento de Estado para 2013.
Aprovem-no e verão.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial