terça-feira, dezembro 29, 2015

Esperar para ver

A passagem de Paulo Portas pelo governo ficou marcada por se ter demitido de forma  irrevogável,  provocando uma crise política. 
Poucos dias passados, voltou com a palavra atrás e continuou no governo.

Por isso, a decisão de abandonar a liderança do CDS vai ter de aguardar  pela prova tempo  para ver se não é mais uma geringonça do carrossel do Paulinho das feiras.

1 Comentários:

Às 30/12/15, 01:03 , Blogger Bettencourt de Lima disse...

Truque com resultado positivo em duas situações anteriores; Manuel Monteiro e Ribeiro e Castro. A opinião publica é lesta a considerar a atitude de PP na senda de um grande rasgo. Trata-se tão somente de utilizar um truque antigo e com resultado garantido, sai agora o partido cai abruptamente nas sondagens e a sua «corte» pede-lhe encarecidamente que volte pois os lugares disponíveis estão a reduzir-se exponencialmente. E ele volta, sorrindo com ar de gozo. Resultou outra vez !

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial