domingo, abril 03, 2016

Aos direitos humanos, disse nada

Como vem sendo hábito, de cada vez que a comunidade internacional alerta para a violação  dos direitos humanos pelo regime angolano, o Jornal de Angola faz um editorial contra o mundo, reclamando contra as ingerências nos assuntos internos dum estado soberano.

Numa época em que tudo é globalizado, só os regimes que não respeitam os direitos humanos entendem que a sua violação é um problema de política doméstica, sem impacto internacional. Provavelmente o regime angolano já esqueceu as ajudas que Angola  recebeu da comunidade internacional na luta pela independência...

O que está errado no processo dos activistas angolanos, que democrátimente discordam das políticas de quem os governa, não é apenas a sua condenação. Errado é prender e levar alguém  a julgamento por ler um livro, o que consubstancia uma actuação típica de regimes fascistas. 

À medida que envelhecem, os ditadores acabam por descobrir inimigos na própria sombra.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial