segunda-feira, abril 25, 2016

O exemplo de Catarina

Porque é 25 de Abril, seria apropriado falar do exemplo de Catarina Eufémia.  Mas não. Hoje falo duma Catarina dos tempos modernos,  que enfrenta inimigos mais poderosos que o infeliz tenente da gnr que ceifou  a vida da ceifeira de Baleizão.
 Falo do desassombro de Catarina Martins em apontar o dedo aos neoliberais que estão a destruir a União Europeia  com políticas recessivas, espalhando  a miséria pelos países mais pobres.

É tempo de os verdadeiros defensores da democracia se unirem contra a opressão exercida por alguns países ricos, como a Holanda, esse autêntico offshore que enriquece com a fuga ao fisco dos próprios parceiros da UE.
Felizmente temos agora um governo que, contrariamente ao anterior,  não se envergonha de apoiar os países que estão na mesma luta, procurando uma saída para a situação difícil em que se encontram, como demonstrou o primeiro-ministro ao visitar a Grécia.

1 Comentários:

Às 25/04/16, 13:46 , Blogger J. Cosme disse...

É tempo, sem dúvida, de deixar de lado todas as diferenças, cavadas estupidamente ao longo de muitos anos.
Hoje é dia de relembrar e honrar todos os que lutaram, pouco ou muito, para acabar com o fascismo. Que, "por acaso", são os mesmos que hoje continuaram a dar cara na luta contra o novos fascistas, eufemisticamente apelidados de "neoliberais".

25 de Abril, Sempre!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial