segunda-feira, novembro 27, 2017

Não havia necessidade...

Rui Moreira, presidente da câmara do Porto,  não gostou de saber que parte do Infarmed ficará em Lisboa.
Parece que os  laboratórios, razão de ser do instituto, são financeiramente intransferiveis, apesar da vontade do executivo em engrossar o ego do autarca do Porto, já de si exponencial.
O país não é obrigado suportar tais custos.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial