quarta-feira, janeiro 24, 2018

Crimes televisivos?

Há anos que na televisão praticamente só vejo filmes, além de um ou outro jogo de futebol, de preferência sem som. Para as notícias valho-me da Internet. 
Quando cedo à tentação de voltar ao convívio televisivo, acabo por me arrepender, tal a degradação a que se chegou com a parcialidade das noticias/comentários, sem falar no populismo boçal dos programas que as Tvs destinam ao "povo". Felizmente há mais "povo" para além do da TV.
Mas, pensar que o panorama televisivo não pode piorar,  é pura estultícia. A prová-lo está  o programa Supernanny da SIC, cuja exibição está a ser criticada por diversos sectores relacionados com a protecção de menores, que consideram prejudicial a exposição publica das crianças usadas no programa, havendo "elevado risco" de este "violar os direitos das crianças, designadamente o direito à sua imagem, à reserva da sua vida privada e à sua intimidade".
Se o Ministério Publico abriu um inquérito crime a uma estação televisiva, certamente não é apenas a ética que está em causa. Há mais qualquer coisa.



0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial