sexta-feira, janeiro 19, 2018

Piar fininho

Quem esperava saber novidades na abertura do ano judicial terá ficado desiludido. Isto é, os oradores do ramo limitaram-se ao politicamente correto, garantindo que tudo está bem, com a ressalva de que gostariam de ter mais dinheiro e mais meios, como todos nós... Nada de novo, portanto.

Os que ainda acreditavam que o presidente Marcelo fosse tão "assertivo" com o poder judicial, como tem sido com o poder executivo e com o parlamento, terão assistido a um exercício de equilibrismo com pinças e paninhos quentes que resultou confrangedor.
Se até o presidente pia fininho perante um poder que não emana dos votos, mal vai a República.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial