sexta-feira, fevereiro 12, 2016

A desgraça dos últimos anos


Ao alinhar com as posições da troica, que exigiu flexibilidade no direito laboral, o governo PSD /CDS destruiu a já de si precária segurança dos trabalhadores deixando-os à mercê das arbitrariedades  e conveniências dos patrões.
A falta de flexibilidade laboral foi mais uma  das grandes mentiras com que o governo de Passos Coelho enganou os portugueses, colocando-se declaradamente contra os trabalhadores. 
As reações da direita interna e externa ao orçamento do estado para 2016, que  tenta repor justiça nas relações de trabalho e devolver aos trabalhadores o que lhes foi tirado nos últimos anos, insere-se na mesma ótica de empobrecer a classe média em favor dos detentores do capital, que orientou a política do governo de Passos Coelho e Paulo Portas.

O resultado aí está: Portugal é um dos piores da OCDE para se trabalhar. 
Uma a autêntica desgraça.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial