terça-feira, junho 11, 2019

O pior 10 de Junho?

A escolha de João Miguel Tavares para encarnar as comemorações do dia de Portugal é uma decisão que em nada abona a perspicácia de Marcelo Rebelo de Sousa.
Obviamente não li nem ouvi o discurso deste traste pela simples razão que não lhe ouvi ao longo dos anos nada que preste.

O populismo reacionário que caracteriza as suas intervenções deveria ter alertado o presidente da república para o desacerto da sua escolha.
Mas um presidente populista só podia escolher outro populista.
Pouco a pouco lá se vai descaindo e o povo vai descobrindo o presidente que tem.

sábado, junho 08, 2019

"Jesus está chegando!"

Slogan da torcida do Flamengo à espera de Jorge Jesus no aeroporto do Rio de Janeiro.

sexta-feira, junho 07, 2019

Dia D

A operação tinha outros nomes - Neptuno, o desembarque, Overlord  o avanço  sobre a Normandia -, porém o que ficou para a posteridade para designar o dia 6 de junho de 1944 foi o "Dia D".
Enquanto a Alemanha nazi dominava da Rússia aos Pirineus, no outro lado do canal da Mancha ingleses e americanos formavam um exército de 156000 homens  para invadir a Europa.

O envolvimento dos Estados Unidos no conflito - que só aconteceu após o ataque japonês a Pearl Harbor (7/12/1941), e da derrota definitiva do Japão na batalha de Midway (4/6/1942)-, desequilibrou a favor dos aliados as forças em conflito no Europa

A segunda guerra acabou com o poder nazi na Europa e com o dos seus aliados japoneses no Pacífico.

As simpatias de Franco e de Salazar por Hitler terão evitado que o exército alemão atravessasse os Pirineus. Os aliados respeitaram essa suposta neutralidade, mas Portugal e Espanha não beneficiaram do plano Marshall...


terça-feira, junho 04, 2019

Trumpicida

Com um discurso marcadamente xenófobo e anti-europeu, Donald Trump não ajuda em nada o clima de paz e desanuvimento que devia almejar. Nem disfarça.
Aos políticos que não subscrevem o seu conservadorismo, não perde uma oportunidade para os criticar, como na sua recente visita a Londres.
Nem as simples regras de convivência respeita.




segunda-feira, junho 03, 2019

Felizmente há sardinhas

Como habitualmente, pelo Santo António, vamos a elas!

Provocadores

Provocadores e cobardia andam sempre de mãos dadas.
Desta vez calhou a João Félix, atleta do Benfica e da Seleção Nacional, ser a vitima.
O Benfica não é clube da minha simpatia, mas isso não é razão para pactuar com covardes.

domingo, junho 02, 2019

A piada dos "Tuk-Tuk"

Parecem carrinhos de golfe e já caíram no goto. Inicialmente viam-se na Baixa de Lisboa mas já alargaram o seu campo de ação a outras zonas turísticas, como Sintra, que tem na sua serra um património ambiental cuja influência se estende a Cascais e Lisboa.
Preservar esse património é obrigação de autarcas e outras autoridades.
Com o calor dos últimos dias, avisadamente o presidente do município proibiu a circulação automóvel na serra nestes dias.
Mais interessados em fazer dinheiro do que em evitar incêndios, os exploradores dos Tuk-Tuk tentaram desrespeitar a medida, chegando um deles a atropelar uma agente da polícia municipal.

Com a desculpa "estou a trabalhar", há gente que pensa que tudo lhe é permitido.

segunda-feira, maio 27, 2019

Razões de queda

A recente defesa da contagem de tempo de serviço reivindicada pela fenprof dividiu os partidos no parlamento, com o PS a ficar praticamente isolado na recusa das exigências dos docentes.

Pode ser coincidência, mas os partidos que defendiam essas exigências foram penalizados nestas eleições...


Justificações eleitorais


O voto falou. O PS ganhou, mas muito fica a dever a António Costa. Sem ele, a vitória talvez fosse conseguida, mas seria mais poucochinha. O grande trunfo do PS foi ele.


 Rui Rio não percebeu nada. Doutra forma não  teria feito campanha com Passos Coelho, o que ainda por cima foi elogiado por Paulo Rangel. Está tudo doido...

Quanto ao CDS levou um banho que não sei se chegará para baixar as cristas que gostam de cantar de galo.

domingo, maio 26, 2019

Viva a Taça






Desta vez, festa em Alvalade!

sexta-feira, maio 24, 2019

Caça aos elefantes

Todos se lembram que o anterior rei de Espanha, Juan Carlos, ficou ferido numa caçada aos elefantes no Botswana, algo que ele não queria que se soubesse mas o ferimento tornou público...
Também se sabe que avistar um elefante em liberdade no continente africano é cada vez mais difícil.
Em Angola, tive a felicidade de ver um em liberdade no Cuanza Sul e garanto que a sua imponência não tinha nada a ver com os acabrunhados que se exibem nos zoos.
Mas isso foi na década de 1960, quando a população de elefantes em Angola andaria pelos 70.000. Agora não chega aos 4000 e para se verem tem de se ir ao Cuando-Cubango, perto da fronteira nordeste do Botswana, a verdadeira reserva africana dos elefantes...

Suspender a proibição da caça a estes extraordinários animais, como acaba de fazer o governo do Botswana para satisfazer a procura do marfim, não é uma boa notícia, nem ajuda à conservação da espécie.


quarta-feira, maio 22, 2019

Simpatias e recusas

Nuno Melo nega simpatia pelo "Chega".
Mas recusa liminarmente o PCP e o BE, considerando estes, e não o outro, extremistas...

segunda-feira, maio 20, 2019

Homem pequenino, ou velhaco ou dançarino

Inicialmente recusou. Porém, temendo talvez as conclusões se o não fizesse, Rangel acabou por dançar o vira.
Safou-se...

sábado, maio 18, 2019

Comendas e encomendas

Levados pelo populismo do momento, os governantes tomam por vezes decisões que a breve prazo se mostram injustificadas.
Parto do princípio que a atribuição de condecorações e de outras distinções honoríficas se baseia em realidades objectivas e não no mero "feeling" de quem decide. Mas isso sou eu a falar...

O facto de estar e decorrer um processo visando a comenda de Joe Berardo é surpreendente: de facto nem a comenda foi atribuída recentemente, nem, que se saiba, o visado a requereu. Alguém lha deu, como terá acontecido com tantos outros...

sexta-feira, maio 10, 2019

Footballexit

Lá vai o tempo em que os clubes ingleses perdiam as provas da UEFA para os continentais. Este ano ganham tudo.

segunda-feira, maio 06, 2019

Contra natura

Numa colagem ao PCP e ao BE, o CDS e o PSD votaram contra uma proposta do governo que nega a contagem de tempo tal como os sindicatos dos docentes exigiam.
Apercebando-se da contradição ideológica que tal atitude consubstanciava, tendo até provocado alguma contestação interna, aqueles partidos acabaram por recuar, justificando-se com débeis argumentos orçamentais.

Como o governo justificou a sua decisão também por razões orçamentais, conclui-se  que estavam todos na mesma onda, mas custava-lhes assumir...

quinta-feira, maio 02, 2019

Se há eleições, há Sócrates

Paulo Rangel e Nuno Melo já se encarregaram de o trazer para a ribalta.
José Sócrates não é candidato ao parlamento europeu -creio que nunca foi -, mas, à míngua de melhor assunto, (ou de qualquer assunto), a direita desenterra os seus velhos papões.
Quem perde é o eleitorado, entretido  em lucubrações sobre fantasmas, em vez de ser esclarecido sobre os programas dos candidatos ao PE.
Ou será que não os têm?

segunda-feira, abril 29, 2019

Jovens de velhos e maus hábitos

Segundo a imprensa, a violência dita doméstica praticada por jovens estará a aumentar.
As vítimas são muitas  vezes as namoradas, as quais, se tiverem juízo, evitarão constituir família com quem as trata assim.

domingo, abril 28, 2019

Sporting campeão europeu...

De futsal!

O espelho de Nuno Melo

Nuno Melo afirma que o partido espanhol VOX, não é de extrema direita, mas apenas de direita.
O sobrinho do cónego de malfadada memória não podia nem pode dizer outra coisa, sob pena de se classificar a ele próprio.
Apesar dos disfarces, o empertigado Melo já tem uns anos disto e obviamente não se quer deixar encostar à parede da extrema direita onde o nicho de Salazar ainda é secretamente venerado por todos os melos deste país.
Porém, o que importa não é o que ele diz. O que importa  é imagem que ele transmite e essa  está tão colada à extrema direita que já não sai com palavreado.

sexta-feira, abril 26, 2019

Angola não é só petróleo

Nem só diamantes. Foi agora descoberta uma área rica em metais raros e essenciais para as tecnologias.

quinta-feira, abril 25, 2019

Dia da liberdade

Ninguém fica indiferente ao 25 de Abril. É um marco.
Nunca será demais agradecer aos que neste dia de 1974 nos devolveram a liberdade. À distância pode parecer fácil, mas só quem não tem memória das limitações que o estado novo impunha aos cidadãos é que assim pode pensar.
Foi a coragem dos militares de Abril que tornou fácil o derrube do velho regime.
Obrigado capitães.

sexta-feira, abril 19, 2019

Greves desenquadradas

Há quem lhes chame selvagens mas eu não vou tão longe, se bem que as consequências o podem ser.
A greve dos motoristas de materiais perigosos para que serviu?
Ouvi um sujeito, que não é motorista mas é vice presidente do respectivo sindicato, afirmar que agora o país já sabe que os motoristas de materiais perigosos podem parar o país...
Pois poderão, como o podem fazer outros sectores profissionais.
O país é uma sociedade  cujo funcionamento harmonioso depende de vários serviços: saúde, segurança, transportes, educação, alimentação, etc..  São todos importantes e necessários e, se algum deles falhar, a sociedade ressente-se.
Querer relevar a importância deste ou daquele em detrimento de outros é um exercício patético e antissocial.

Os transportadores de materiais perigosos prestam um serviço relevante ao país, mas não são os únicos. Querer assumir o protagonismo revela falta de solidariedade e egocêntrismo pouco democrático.

As greves são um direito conquistado na democracia. Usá-las contra a democracia não é direito...
Uma greve que não respeite serviços mínimos, nem obedeça à requisição civil, está fora da lei.

quinta-feira, abril 18, 2019

Populismo e democracia

Em tempos recentes tenho lido opiniões que se congratulam por não haver em Portugal os movimentos populistas que surgiram um pouco por toda a Europa.

Deitar foguetes antes da festa pode estragar a dita e, neste caso, a festa já deu um ar da sua graça.
A recente greve de enfermeiros e mais recentemente a dos camionistas foram iniciativas só virtualmente enquadradas. De facto, no caso dos enfermeiros o que se viu foi uma ordem profissional a querer mostrar-se num terreno próprio dos sindicatos.
Quanto aos camionistas, um sindicato recém formado quis testar a sua força.

Provavelmente em ambos os casos os objetivos foram atingidos, mas fica a sensação que a greve poderia ser evitada.
Porém, o populismo falou mais alto e isso não é bom sinal.

quarta-feira, abril 17, 2019

E, de repente, o caos!

Parece que o país  foi apanhado de surpresa pela greve dos motoristas dos camiões que transportam  materiais perigosos.
Nunca me passou pela cabeça que gasolina e gasóleo fossem materiais perigosos,  tal a frequência e à-vontade com que lidamos com eles.
De surpresa em surpresa, o país está a um passo  da paralisia, com o caos a espreitar ao virar da esquina.
A luta parece ser entre um sindicato que se formou recentemente (entradas de leão?...) e a entidade patronal do sector, ANTRAM.
Porém, como com quase tudo o que acontece neste país, terá de ser o governo a intervir para resolver o conflito.
É pena, mas é o resultado do atraso civilizacional da nossa sociedade, que herdou do salazarismo a dependência duma sombra tutelar que a livre de assumir responsabilidades...

segunda-feira, abril 15, 2019

Dinheiro a mais

Provavelmente ninguém acreditaria que isto viesse a acontecer.
Fazer orçamentos sem défice não estaria nas previsões de ninguém, mas é o que vai acontecer já para o ano que vem.
Agora o que se prevê são excedentes, o que também não é pacífico: de facto  ainda falta dinheiro em muitos sectores e não se compreenderá que não seja gasto onde faz falta.
Mas nada de abusos...

sexta-feira, abril 12, 2019

Caça aos primos

Já lhe chamam "familygate". A recente paranóia com os hipotéticos familiares, que possam ser beneficiados por serem aparentados com quem ocupa cargos públicos, parece estar a transformar-se numa caça às bruxas.

Ainda não há legislação sobre o assunto, mas Marcelo Rebelo de Sousa já se adiantou entregando ao governo (?) uma proposta sobre a matéria, no que à presidência da República diz respeito.
O gesto do Presidente, sendo uma óbvia cedência ao politicamente correto, é também típica do populismo marcelista, que não dá ponto sem nó: Há muito que o presidente está em campanha para a reeleição.

O facto de este assunto ter assumido foros de relevância excepcional na comunicação social é também revelador da dependência do "fait divers" que afecta a nossa imprensa.

quarta-feira, abril 10, 2019

A razão dos médicos

De vez em quando os médicos, o sindicato ou a ordem, vêm para praça pública reclamar das condições do serviço nacional de saúde.
Não lhes fica mal reclamar. O que não lhes fica bem é fazerem-no como se não tivessem nada a ver com o assunto.
O SNS é uma das mais bem conseguidas conquistas do 25 de Abril, mas a sua criação  deve-se a um advogado, António Arnault.
Os médicos são elementos essenciais do sistema e a eles se deve o bom e o menos bom que daí resulta
Não adianta tentarem pôr-se à margem...

segunda-feira, abril 08, 2019

Ser cigano não tem nada de romântico

Há vidas que nos passam ao lado, mas não deviam passar.
Ser cigano não é apenas ser errante, embora alguns continuem sem eira nem beira.
Ao auto-excluir-se da comunidade geral, a comunidade cigana isola-se e também se exclui da modernidade e dos valores da restante comunidade. Porém, tal facto não a inibe de ter de obedecer ao regime jurídico do país em que se insere, embora por vezes pareça...
De vez em quando ouvem-se gritos de revolta contra tal situação, mas infelizmente são raros e não mexem com a apatia geral. 



Não tenho família no governo

Nem neste, nem noutro. Em qualquer caso, esta discussão é sintomática da falta de assunto que grassa na opinião publicada e no comentário político.

Se a oposição não tem mais nada senão preocupar-se com as relações familiares de quem governa, estamos mal.
A preocupação deve centrar-se em como se governa e sobre o que se governa, isto é, sobre a substância e não sobre o acessório da ação governativa.

O resto são tricas.

sexta-feira, abril 05, 2019

A raiva

Não sei se é uma doença mas, na dúvida, eu vacino o meu cão.
Se houvesse vacinas para os humanos evitavam-se as crises que afectam periodicamente Cavaco Silva...


quinta-feira, abril 04, 2019

A cegueira do crítico

O carácter vingativo de Cavaco Silva vem mais uma vez ao de cima ao atacar a geringonça, uma solução governativa que ele tentou boicotar, mesmo contra a Constituição.
Criticar as decisões financeiras deste governo, que fez baixar o défice  e crescer a economia para níveis impensáveis quando ele era governo, revela uma personalidade hipócrita, incapaz de aceitar a realidade quando não lhe é favorável.

Remeter a um papel subalterno  o chefe da oposição, Rui Rio, é o efeito colateral desta diatribe cavaquista.

Em tempo: "Governo de Cavaco Silva nomeou 11 mulheres de ministros e secretários de Estado e mais 4 familiares diretos"

segunda-feira, abril 01, 2019

Passes, um apoio inequívoco para as famílias

Até podem dizer que ė eleitoralismo, mas quem o diz não sente na pele a dor de barriga dos fins de mês.
A direita não gostou, porque não gosta do povo. Se gostasse aplaudia.
Parabéns António Costa.

domingo, março 31, 2019

Notícias que não dizem nada

Para que serve uma notícia que não identifica o estabelecimento, nem o ramo de negócio, nem nada. Apenas reporta a actividade da ASAE.
Se não é para o público saber, para que serve a notícia? Para dar publicidade à ASAE?