sexta-feira, novembro 16, 2018

Obsolescência programada

Já deve ter reparado que uma máquina lá de casa que trabalhava tão bem, de um dia para o outro começa a ter problemas sem motivo aparente.

De cada vez que o seu portátil, tablet ou smartphone, actualiza o sistema operativo, você não sabe, mas, em vez das melhorias anunciadas pelo fabricante, pode estar a carregar sofware  para encurtar a vida do seu equipamento.

O problema da obsolescência programada começa a preocupar os governos e já há países com legislação específica: em Itália, a Samsung e a Apple pagaram multas de vários milhões de euros.

Os lucros dos fabricantes destes equipamentos são tão astronómicos que não  é com multas que acabarão com estas práticas. É preciso criminalizá-las.

terça-feira, novembro 13, 2018

Revisão da história


A "expulsão" de Colombo do jardim ficou a dever-se a um movimento que considera o descobridor da América responsável pelo genocídio das tribos americana e, como tal, indigno da homenagem que a estátua representava.
Este acto, além de ser escandalosamente anti-cultural, parece pretender branquear o morticínio  da  famosa "conquista do oeste", empreendida por colonizadores de outras origens. 


Trata-se de mais um episódio da revisão da história dos descobrimentos que  entre nós já teve expressão na polémica sobre a designação do museu para celebrar a gesta dos nossos navegadores.


segunda-feira, novembro 12, 2018

E dizem isto tudo sem se rir?

"Familiares de Menezes receberam quase dois milhões em offshore quando este era autarca"


quinta-feira, novembro 08, 2018

Ansiedades e sofreguidão

Não sei se António Costa está preocupado com a saúde de Marcelo Rebelo de Sousa ao ponto de lhe aconselhar calma, ou se pretende apenas que a sofreguidão do Presidente não prejudique a investigação que decorre sobre o roubo de Tancos.

Que Marcelo gosta de cavalgar a onda da agenda mediática, não é surpresa para ninguém.
Que um presidente ceda a essa tentação é que pode ser questionável.

quarta-feira, novembro 07, 2018

A nova direita

Quem pensava que a direita portuguesa era composta pelo PSD e o CDS enganou-se.
Segundo João Miguel Tavares, há ainda



Será esta a nova direita
Se for esta, nova não é...

domingo, novembro 04, 2018

Touradas

Os espanhóis chamam-lhes corridas, e as primeiras  a que assisti foi numa aldeia da raia beirã, com touros e toureiros espanhóis, num terreiro com carros de machos e carroças em círculo, que também serviam de bancadas.
Em adulto, nunca assisti "in loco" a uma tourada, embora pontualmente faça um zapping nas transmitidas pela televisão.

Não é desporto (?), nem espectáculo que me motive, mas também não me incomoda que outros apreciem.

Que a ministra da cultura responda que se trata de uma questão de civilização - quando questionada se era uma questão de gosto uma eventual não descida IVA das touradas -, está no seu direito de ter opinião.

Que, por esse facto, os aficionados taurinos exijam a sua demissão, também estarão no seu direito. 
Porém, não convém exagerar, porque arriscam mais que o IVA...

sábado, novembro 03, 2018

Talvez os elogios à Joana tenham sido um pouco exagerados...

Prender para investigar é uma prática que não respeita o princípio da presunção de inocência, viola os direitos fundamentais da cidadania e prejudica a democracia.


O juiz de instrução não tem de ser cúmplice do Ministério Público, nem o MP, mesmo que demore séculos a investigar, é o obrigado a acusar se não tiver provas.

quinta-feira, novembro 01, 2018

País de bruxas


A notícia não abre a primeira página do jornal, mas merecia: não é todos os dias que se descobre a origem das desgraças.  
Porém, as bruxas não são todas iguais: há as boas e há as más. As más servem para nos azucrinar, as boas anulam os bruxedos das más, se para tal forem alertadas...

Isto é em teoria, porque, na realidade, as más disfarçam--se de boas. 

quarta-feira, outubro 31, 2018

Brasil

Por estes dias, as notícias e os comentários são mais sobre o Brasil do que sobre Portugal.
Não costumo abordar aqui as vicissitudes políticas de países estrangeiros. É difícil para quem está de fora ajuizar.

A recente eleição de Jair Bolsonaro para presidente do Brasil provocou em Portugal um quase unanimismo, considerando uma tragédia a eleição duma personalidade tida como de extrema direita.

Porém, tendo em conta que a eleição foi democrática e a vitória de Bolsonaro foi incontestável, parece que o mais sensato será esperar para ver.
A vitalidade da sociedade brasileira já ultrapassou situações politicamente mais complexas.

sexta-feira, outubro 26, 2018

As surpresas de Cavaco


Esta frase terá sido proferida por Cavaco Silva numa entrevista a divulgar pela TSF. O espanto do ex-presidente tem a ver com o apoio destes partidos às sucessivas reduções do défice no mandato do actual governo.

Cavaco só não diz - porque não lhe agrada reconhecer os próprios erros -,  que essas reduções têm sido conseguidas em simultâneo com a melhoria das condições de vida dos portugueses, algo que para Cavaco e os seus amigos da direita é inconcebível. 

O que dói a este suposto professor de finanças é o facto de a política financeira do actual governo ter deitado por terra as suas teorias austeritárias, consubstanciadas na tenebrosa TINA (there is no alternative) que tanta miséria provocou.

O país continua a aguardar a autocrítica desta personagem, que enquanto primeiro-ministro e presidente da república não deixou saudades, e anda a tentar limpar-se, publicando livros que apenas servem à satisfação do seu descomunal ego.

quarta-feira, outubro 24, 2018

O livro de Cavaco

Não li, mas tenho lido quem o leu.

domingo, outubro 21, 2018

As rosas do Fernandes

As rosas deste Fernandes não são flores que se cheirem.
O ataque cobarde é típico da direita, que sempre usou a mentira para manipular o povo.

Podem parecer que são democratas, mas há sempre um fascista atrás do arbusto...

A orgia de Rui Rio

"...não sei o que é para ele uma orgia. O orçamento aponta para um défice baixo como nunca. A última coisa que se pode dizer deste orçamento é que é despesista. Se houvesse bodo aos pobres à custa de um défice orçamental upa-upa, que, de seguida implicasse aumento da dívida público então sim, seria despesista, eleitoralista, uma orgia. Agora assim... É que este é justamente o contrário: este é um orçamento equilibrado -- mais equilibrado que este não pode haver. Aliás, nunca houve."

Se Rui Rio tinha de dizer qualquer coisa, que falasse de futebol. Não se espalhava tanto, digo eu... 

quarta-feira, outubro 17, 2018

Meter o bedelho no orçamento

Não conheço a proposta do orçamento do estado para 2019. Tal como a maioria dos portugueses, acompanho a discussão pela televisão e as páginas online dos jornais.
Infelizmente não abundam as análises desapaixonadas, pelo que acabo por me guiar pelo feeling do que conheço dos intervenientes.

O principal interveniente é o ministro das finanças e Mário  Centeno ainda não me desiludiu.

O que este homem tem conseguido nas finanças públicas e no desenvolvimento da economia é tão elogiado lá fora, que torna ridículas as críticas internas  à sua actuação, tal como as acusações de eleitoralismo feitas ao O.E.

As carpideiras passistas que não aguentam a azia que a geringonça lhes provoca vão tratar-se para outra freguesia, que  aqui não há pachorra para os aturar.

sábado, outubro 13, 2018

Portugal não é lixo

Finalmente as agências que servem de barómetro para o investimento reconhecem que investir na dívida portuguesa não é investir em lixo.

Este facto deveria abrir as primeiras páginas da comunicação social, que continua a preferir a novela de Tancos...

Se o desenvolvimento da economia assenta em bases sustentáveis, como reconhecem as agências internacionais, só não é destacado pela imprensa porque é controlada por grupos económicos que têm uma agenda política de oposição ao actual governo.

É só azia...

quarta-feira, outubro 10, 2018

Burros, ou chicos-espertos?


Quando se discute o aumento do salário mínimo, os representantes dos patrões vêm logo propalar que não pode ser porque a nossa produtividade é baixa.
 Como descuram a escolaridade e se contentam com a esperteza saloia,  custa-lhes a perceber que a maior responsabilidade pela pouca produtividade das nossas empresas não é dos trabalhadores, mas da impreparação de quem as gere.

domingo, outubro 07, 2018

Terrorismo de estado

O malogrado jornalista terá ido ao consulado para obter documentos de divórcio. Antevendo os riscos, deixou a sua noiva à porta com a incumbência de avisar as autoridades turcas se ele não regressasse.
Como nunca mais regressou, a polícia turca admite que o corpo tenha sido retirado do interior do consulado e feito desaparecer.


sexta-feira, outubro 05, 2018

Web Summit


80.000 participantes irão  deixar anualmente 300 milhões de euros só em alojamento e transportes, gerando 11 milhões de investimento público em cada ano.

A popularidade internacional de que goza Lisboa como cidade da moda também terá pesado na decisão.


domingo, setembro 30, 2018

Alves Barbosa (1931-2018)




Juntamente com  Joaquim Agostinho, Alves Barbosa é uma das maiores lendas  do ciclismo nacional:  
Venceu três voltas a Portugal e foi o primeiro português a ficar nos dez primeiros lugares na volta a França.
As lendas não morrem.


quarta-feira, setembro 26, 2018

Contra os canhões, marchar, marchar...

Reza a lenda que a versão original era "contra os bretões" e não "contra os canhões", mas o que ficou foram os canhões.
Não sei o que será mais  perigoso: marchar contra os bretões, ou contra os canhões, mas parece que há por aí gente disposta a experimentar.

A justificação é o malfadado roubo de Tancos, cujo processo neste momento estará a averiguar os contornos da devolução do material hipoteticamente roubado. Palavra de PGR.

Há suspeitos detidos, que em breve serão apresentados ao juiz. 
Cumulativamente há propostas para uma comissão de inquérito, primeiro passo para a politização de um caso que devia ser da exclusiva esfera judicial.
Virar polícias civis contra militares nunca deu bom resultado. Haja bom senso.

sexta-feira, setembro 21, 2018

Uma campanha contra a constituição

A campanha da direita para a recondução de Joana Marques Vidal no cargo de Procuradora Geral da República era, em rigor, uma campanha contra a Constituição da República Portuguesa. Felizmente, deu em nada.
Só uma leitura enviesada, como a que a direita costuma fazer da constituição, permitiria concluir que a recondução da actual procuradora geral, ou de outro qualquer procurador geral da república, estaria em conformidade com a letra e o espírito da constituição.
Ainda bem que o actual presidente foi professor de Direito Constitucional pois, se fosse o seu antecessor, haveria imbróglio pela certa.

quarta-feira, setembro 19, 2018

Os problemas da EDP

A EDP, tal como outras grandes empresas, bancos incluídos, tem sido uma "placa giratória" para colocar políticos desactivados, ou a aguardar o retorno à política activa.
Sendo há muitos anos uma empresa maioritariamente privada, da promiscuidade com os maiores partidos não podia resultar nada de bom.

Apontar o dedo á EDP, responsabilizando-a por todos os infortúnios que nos aconteceram, é um acto falhado e cínico de políticos que usaram e ainda usam a EDP em benefício pessoal...

segunda-feira, setembro 17, 2018

"Calças de ganga e sem gravata"

Os comentários que se seguiram à divulgação de uma fotografia do primeiro ministro, ao desembarcar em Luanda de calças de ganga e sem gravata, condenando o traje de António Costa, são do mais tacanho primarismo.

Se bem me lembro, ao contrário de Maputo, onde a influência da África do Sul impôs algum formalismo, em Luanda toda a gente anda em camisa. Usar casaco naquele clima, além de violento, é uma aberração.

Aliás, antigamente o próprio governador recebia os visitantes no palácio em mangas de camisa.
António Costa usava um blaser, mas não se livrou das críticas de alguns retrógrados conservadores, cuja raiva pelo bom desempenho do seu governo aproveita tudo para o criticar. 
Nem o traje escapa...

quarta-feira, setembro 12, 2018

Uma classe privilegiada

Segundo um relatório da OCDE,os professores portugueses ganham mais 35% do que os outros licenciados com habilitaçoes equivalentes.
Nos salários de topo estarão mesmo acima da média da OCDE.

E no entanto, em Portugal não há abertura nem encerramento do ano lectivo sem que os sindicatos dos professores ameacem ou façam greve.
Enquanto os professores portugueses não interiorizarem que o mais importante da educação são os alunos, as manifestações a exigir "respeito" são exibições patéticas.

segunda-feira, setembro 10, 2018

Canzoada

A campanha da direita (incluindo o P. R?) para prolongar o mandato da actual procuradora geral da república, além de atentar contra o princípio da separação de poderes, é uma vergonhosa manipulação da opinião pública, tentando criar um facto consumado para condicionar o governo, a quem compete propor a designação do PGR.

Será que a direita tem medo que finalmente se investiguem o negócio dos submarinos ou as sequelas dos desfalques do BPN, bem como os demais negócios obscuros envolvendo personalidades da sua área política?

Dizem que quem tem medo compra um cão  e, pelo barulho, compraram muitos...



quarta-feira, setembro 05, 2018

A propósito das greves anunciadas




A carantonha da Ana Avoila e o bigode do Mário Nogueira ameaçam-nos dia sim, dia sim, com greves e manifestações. Porém nunca os vi denunciar as fraudes dos seus representados.

Ainda não perceberam que estão a ir ao bolso dos contribuintes, ou não se importam?

domingo, setembro 02, 2018

Especulações


Ultimamente têm-se procurado encontrar os culpados  de tal situação, havendo quem exija a intervenção do governo.
Porém, se seguirem o link, verão que a situação relatada não é no nosso país, o que remete o problema  para outro nível...

sábado, setembro 01, 2018

Pássar o inverno com a hora de verão

Não me agrada a hipótese de o sol nascer por volta das nove horas.
Se não alterarem os horários escolares, acordar os miúdos de madrugada é um tormento para eles e para os pais.
Recordo bem aquele inverno negro quando o primeiro-ministro Cavaco Silva teve a descabelada ideia de pôr Portugal na hora Europeia. Com a extensão da hora de verão a todo o ano, o resultado é o mesmo.

Agora os miúdos que então me custavam acordar vão ter o mesmo problema para tirar da cama os meus netos.

quinta-feira, agosto 30, 2018

"Menos complicado e mais seguro..."

A utilização da internet na interação com os serviços do estado  tende a aumentar, havendo já situações em que é a única forma de cumprir algumas obrigações (IVA, IRS...).
No entanto tal utilização nem sempre é fácil, quer por incapacidade dos cidadãos, quer pela inércia dos próprios serviços, que de algum modo vêm a sua relevância diminuída por os utentes usarem a internet, em vez de se deslocarem aos serviços.

Porém, casos como o daquela funcionária, que terá desviado mais de 80.000 euros das licenças de pesca lúdica que passava, não aconteceriam se fosse usada a internet, tanto mais que a possibilidade de tirar a mesma licença pela internet já existe.

Ir ao balcão parece mais simples, mas pode tornar-se complicado...

sábado, agosto 25, 2018

Os dinheiros de Pedrógão

A história repete-se: sempre que há distribuição de fundos públicos, há abusos e falta de controlo nessa distribuição.

Com as indemnizações dos incêndios do ano passado parece que aconteceu o mesmo e, neste caso, com a agravante de os "desvios" serem também de fundos obtidos por donativos privados, cujos benfeitores estão agora a reclamar a devolução do dinheiro...

sexta-feira, agosto 24, 2018

Cristina, um caso sério

Cristina Ferreira é talvez a personagem mais popular da nossa televisão. Não sigo os seus programas, como não acompanho os programas equivalentes da manhã e da tarde das outras televisões generalistas. Não é a minha onda.

No entanto há que reconhecer a trajetória de uma "saloia", que terá começado por ajudar os pais na feira da Malveira, e se guindou por mérito próprio ao estrelato televisivo.

Embora o seu mundo não se esgote na televisão - fundou uma revista e dá o nome a vários artigos de moda -, é  na televisão que continua a ancorar o seu percurso.

A sua transferência para  a SIC, pelos valores que se dizem, não está isenta de riscos para ambas as partes, mas a chave do sucesso de Cristina tem sido o seu trabalho e, aos quarenta anos, a vida está apenas a começar...