segunda-feira, fevereiro 19, 2018

Do mal o menos

Não é fácil descortinar algo de positivo saido deste consistório do partido laranja. No geral foi uma desilusão.
Desde a aliança  baronesca de Santana Lopes com Rui Rio, até ás trágico-cómicas despedidas de Luís Montenegro e Passos Coelho, para o país, o congresso do PSD foi uma irrelevância.
Para se aquilatar do nível geral dos participantes deste evento bastará referir que ficaram escandalizados e vaiaram a anterior bastonária dos advogados por, imagine-se, ter contestado, como lhe competia por inerência do cargo, a pior ministra que passou pelo ministério da justiça.
E, no entanto, se algo de menos mau saiu  deste congresso terá sido a sua escolha para vice-presidente do PSD.



sexta-feira, fevereiro 16, 2018

O salvador de Rio

Há suspeitas de que Salvador Malheiro, presidente da câmara de Ovar e líder da campanha de Rui Rio á liderança do PSD, vai ser um homem forte no mandato do novo presidente do partido.
Não sei se é sina dos líderes do PSD associarem-se a gente pouco recomendável: Se Cavaco Silva escolheu Duarte Lima para presidir ao grupo parlamentar e Oliveira e Costa para as Finanças, Passos Coelho aprendeu a lição do professor e fez parceria com Miguel Relvas.
Com este  Salvador, Rui Rio parece não querer ficar atrás dos seus antecessores.
Porém, se confiar em tal nadador-salvador corre o risco de se afogar...

Batata Rambana

O vocábulo é-me familiar desde o berço. A semente oriunda de Montalegre era lançada á terra pelo fim de Março e, havendo cuidado com o escaravelho, pelo fim de Maio, as folhas meio murchas indiciavam as belas  batatas Rambana á espera de serem libertadas da terra.

Com a adesão á Europa, fomos invadidos por batata de semente de países mais a norte, cujo sabor nem de longe se aproxima do das transmontanas.

Salvar o que é nosso, não é opção, é obrigação.


quarta-feira, fevereiro 14, 2018

O diabo que os carregue...

Há 17 anos que a economia não crescia tanto.

Os adoradores do diabo não vão gostar nada desta notícia e tentarão subvalorizar este sucesso. Já os conhecemos. 
Quem não os conhecer, que se cuide se ainda for a tempo.

segunda-feira, fevereiro 12, 2018

Boicotes

Ouço nas noticias, que a pretensa rebelião dos presos do Estabelecimento Prisional de Lisboa terá sido incentivada pelos respectivos guardas prisionais, com o objectivo de forçarem o governo a aceitar as suas reivindicações.

Também a liga dos bombeiros ameaça "desinvestir" no combate aos incêndios florestais se o governo não aceitar as suas reivindicações. 

Alguns sindicatos e instituições conexas parecem confundir o direito à greve com o direito ao boicote.

Nem vale tudo, nem tudo é legal. 

sexta-feira, fevereiro 09, 2018

Dom Clemente e o sexo dos anjos


Se os tais casais fossem dotados com o sexo dos anjos, talvez o conselho resultasse. Porém, como o sexo dos anjos é uma abstração, há apenas que lamentar mais uma estrambólica ideia do bispo de Lisboa, cuja veia troglodita não cessa de nos surpreender.



quinta-feira, fevereiro 08, 2018

A bússola avariada

Ja desconfiava. Tanta irrequietude tinha de ter consequências: perdeu o norte.
Se Marcelo Rebelo de Sousa, presidente da república potuguesa, acha que o sucesso do governo de António Costa aconteceu porque seguiu as pisadas de Passos Coelho e Paulo Portas, ou precisa de óculos ou tem a bússola avariada.

Como foi reconhecido pelos próprios, Passos e Portas, e também  por Bruxelas, o caminho seguido por António Costa vai no sentido diametralmente oposto à direcção apontada pelo governo PSD/CDS e pelos génios de Bruxelas. Uns e outros auguraram o pior se Costa seguisse esse caminho. Todos se enganaram. Compreende-se que agora recuem e queiram parte dos louros, mas tenham paciência, já que a vergonha não os assiste.
Se  a vista do presidente está tão turvada que não enxerga as  diferenças, vá ao oftalmologista, embora  julgue que o problema que o faz cambalear para a direita esteja na laranja que lhe pesa no peito...

Ainda vai no primeiro mandato, mas,  a continuar assim, arrisca-se a seguir o sinuoso  trilho do seu antecessor, que culminou na vergonha do regime.




quarta-feira, fevereiro 07, 2018

Poluição do Tejo

Poucas dúvidas haverá de que a recente  poluição do rio Tejo se deveu a descargas das fábricas de celulose, mais concretamente a da empresa Celtejo, sediada em Vila Velha de Ródão.
As dificuldades encontradas pelas autoridades do ambiente para efectuarem as análises às descargas desta fábrica não diminuem a culpa.
A prova viu-se no rio, o crime também.


quinta-feira, fevereiro 01, 2018

Não há justiça sem bom senso